Área do Associado:

Esqueci minha senha

Newsletter

Adicionar Remover

Agenda

Associe-se

Associe-se

Notícias

DF: Brasilienses consomem mais de cinco milhões de pães

Apesar do aumento de preço, o alimento continua sendo tradicional na mesa

Apesar do aumento da farinha de trigo nos últimos anos, o pão francês continua sendo tradicional na mesa dos brasilienses. De acordo com o Sindicato da Indústria da Alimentação de Brasília (SIAB) são consumidos mensalmente cinco milhões de unidades de pães no Distrito Federal.

Segundo o presidente do SIAB, José Joffre Nascimento, o DF pode ser considerado como grande consumidor de pães. "Brasília tem a maior renda per capita do País e isso reflete no consumo de pães de diversos tipos. Aqui a média de consumo é de dois pães por dia por habitante. E as pessoas têm substituído cada vez mais a janta por um lanche", destaca. Acentua que o consumo brasileiro per capita de pão é pequeno: pouco mais de 30 quilos por ano ou menos de dois pães por dia, enquanto a Organização Mundial de Saúde preconiza mais de três unidades diárias.

Como sendo o alimento mais procurado nas padarias, o pão francês também é responsável pelo aumento das vendas do setor que superou o segmento de supermercados. Em 2010 as 1.200 padarias da cidade tiveram um crescimento de 12,7%, o que superou as vendas de 2009, quando o período fechou com 11,7%. A expectativa do setor é fechar 2011 com um crescimento de 13% das vendas. Em janeiro as padarias tiveram alta de 5% no faturamento. O presidente também enfatiza a qualidade das 1.200 padarias do Distrito Federal. "As panificadoras brasilienses são referencia com grande destaque nacional nas premiações da Copa Bunge de Panificação", afirma.

Em novembro de 2010 o pão foi um dos alimentos da cesta básica que tiveram aumento com variação de 4,97%. O presidente explica que o preço do pão sofreu alteração no preço por causa do aumento da farinha de trigo. No entanto para ele a diferença não afetou a venda do alimento tradicional, já que a inflação acumulada foi de 6% e os preços dos pães subiram 8%. "A diferença de apenas 2% é pequena diante da alta carga tributária", explica.

Nos centros da cidade o tradicional pãozinho chega a R$ 7,99 o quilo, já nas periferias o alimento ainda é vendido por unidade a partir de R$ 0,25 cada. Para o aposentado Afonso Cavalcante, 80 anos, independente do preço o pão francês não pode faltar no cardápio do café da manhã e lanche da tarde. "O pão é um alimento que ninguém fica sem, apesar de estar caro", declara.

O proprietário da Panificadora Itatiaia, José Baltazar Braga afirma que o pãozinho francês é o alimento mais vendido do estabelecimento. A partir das 6h o pão fresquinho e quentinho começa a atrair a clientela. Segundo Braga por dia são comercializados três mil pães."Não sei se é a farinha que é de primeira que tem aumentado a compra, mas, ultimamente a venda dos pães tem crescido mesmo", declara.

Na última quarta-feira 16 de fevereiro, representantes da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (Abip) se reuniram com senadores e deputados federais para debater projetos de lei que tramitam no Congresso Nacional, considerados importantes para o setor. A Associação vem reivindicando a aprovação do projeto que exclui o chamado "pão do dia" (pães, panhocas, broas, pão francês e demais produtos de panificação feitos a partir de farináceos, inclusive, fubá, polvilho e similares) da base de cálculo da tributação pelo Simples Nacional. O projeto permitirá a redução do preço destes alimentos. O setor é considerado o segundo maior do ramo de alimentos do Brasil e emprega 758 mil trabalhadores diretamente e mais de 1,8 milhão indiretamente. Uma das características do segmento é ter 30% dos trabalhadores do primeiro emprego.

Fonte: Tribuna do Brasil

Publicado: 22/02/2011
Sindipães | Sindicato da Industria de Panificação e Confeitaria do ES

Endereço

Rua Rosa Vermelha, 700, Novo México, Vila Velha/ES
Telefones: 27 3319-1995 – 3063-3095
Celular VIVO – 27 9 9792-9671
Celular TIM – 27 9 8184-0888 / 9 8184-0607
E-mail: secretaria@sindipaes.org.br

Rede Social

Site desenvolvido por Tribo Propaganda