Área do Associado:

Esqueci minha senha

Newsletter

Adicionar Remover

Agenda

Associe-se

Associe-se

Notícias

Sindicatos capacitam mão de obra para atender demanda

Para atender a crescente demanda por mão-de-obra qualificada, sindicatos estão se mobilizando e oferecendo cursos e oficinas. O objetivo é habilitar jovens e adultos a trabalharem nas indústrias capixabas. De norte a sul do Estado é possível encontrar cursos que vão desde marcenaria e costureiro de calçados, a confeiteiro e impressor Off-Set.

Os cursos são desenvolvidos de acordo com a demanda industrial de cada município. "As empresas estão espalhadas por todo o Estado e produzindo uma grande diversidade de produtos. Por isso, há necessidade de criação de cursos específicos. Cabe aos sindicatos fazer o diagnóstico e implantar os cursos, aumentando o leque de opções na hora de admitir pessoas", destaca o presidente do Siges, João Depizzol.

O Siges programou workshops com assuntos diversificados para acontecerem em Cachoeiro de Itapemirim, Colatina, Linhares, São Mateus e Vitória. É possível encontrar oficinas de Impressor Off-Set e Sistema de Impressão de grande e média quantidade. "A realização de workshops é importante para treinar e formar novos profissionais para o mercado em um curto espaço de tempo e com bom aproveitamento", afirma Depizzol.

O Siges mantém uma parceria com a ABTG - Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica, que envia técnicos de São Paulo para ministrar os workshops.

Calçados

Em alguns setores a necessidade de mão de obra é tão grande, que os profissionais são contratados logo após a capacitação. É o caso do Curso de Costureiro de calçados realizado em Cachoeiro de Itapemirim. A capacitação tem carga horária de 160 horas e, ao término, o aluno é encaminhado para as empresas caso seja aprovado.

"Esse curso veio sanar uma carência do setor e da população. A iniciativa foi tão bem sucedida que a prefeitura se interessou e nos convidou a ministrar as aulas para mais pessoas", comemora a coordenadora pedagógica do Senai de Cachoeiro, Zilka Teixeira.

Alimentos

No setor de alimentos, o destaque fica para os cursos oferecidos pelo Sindipães, em sua sede. Com valores diferenciados, as aulas acontecem de segunda a sexta e tem duração média de 80 horas. Até o fim do ano, serão formados mais padeiros, confeiteiros e salgadeiros.

"Geralmente ofertamos 15 vagas, mas aumentamos quando a demanda é muito grande para criar mais oportunidades", declara o presidente do Sindipães, Flávio Bertollo.

Segundo Bertollo, a inserção dos formados no mercado de trabalho é rápida, já que a demanda é grande. No Espírito Santo, o setor de panificações deve contratar mais 800 pessoas até o fim do ano.

Modernização

O curso de Marceneiro passou por modernização tecnológica, com a aquisição de novas máquinas, e pedagógica, através da inclusão do Módulo de Gestão. "A Oficina de Marcenaria recebeu investimento de R$ 300 mil. Hoje está equipada com 21 máquinas e ferramentas modernas, oferecendo para as indústrias profissionais mais bem preparados para atenderem suas necessidades", conclui o gerente do Centro Integrado Sesi/Senai de Vila Velha, Ewandro Petrocchi.

Segundo o presidente do Sindmadeira, Álvaro Miranda, a modernização da Oficina é uma conquista de todo o segmento moveleiro. O sindicato se uniu ao Sindmóveis para discutir todos os itens, desde a formação pedagógica até o layout do espaço físico.

Além de disciplinas técnicas, como Metrologia e Tecnologia Moveleira, a turma de 80 alunos também recebe noções de empreendedorismo, desenvolvimento sustentável, ética e cidadania.

Interior

No norte do Estado, o Sinvel se uniu ao Senai e à Prefeitura Municipal de Linhares para oferecer cursos de qualificação gratuitos para a população. Já foram qualificadas cerca de 120 pessoas no bairro Interlagos. A partir deste mês de março, a Unidade Móvel do SENAI passa a atender no Bairro Planalto, com o curso de Operador de Máquina de Costura Industrial, sendo 03 turmas: manhã, tarde e noite.

Ao final do curso os alunos aprovados receberão certificado e já poderão ser inseridos no mercado de trabalho, trabalhando nas indústrias do vestuário.
Em recente reunião entre diretoria e associados do Sinvel, foi realizada uma pesquisa que constatou a demanda das indústrias por novos cursos, como  cortador, liderança e gerência de produção. Conforme o levantamento, além de costureiros industriais, há uma carência desses profissionais em Linhares.

Parceria

Grande parte dos cursos oferecidos pelos sindicatos filiados ao CAS são desenvolvidos em parceria com o Sesi e o Senai. Após identificarem as demandas junto aos empresários do setor, as instituições criam todo o currículo pedagógico, além de cederem o espaço para a realização das aulas.

Fonte: Iá Comunicação - Assessoria de Imprensa do Centro de Apoio aos Sindicatos da Findes

Publicado: 15/04/2011
Sindipães | Sindicato da Industria de Panificação e Confeitaria do ES

Endereço

Rua Rosa Vermelha, 700, Novo México, Vila Velha/ES
Telefones: 27 3319-1995 – 3063-3095
Celular VIVO – 27 9 9792-9671
Celular TIM – 27 9 8184-0888 / 9 8184-0607
E-mail: secretaria@sindipaes.org.br

Rede Social

Site desenvolvido por Tribo Propaganda